O Casamento Caipira nas festas juninas

O Casamento Caipira é uma tradição nas festas juninas (crédito da imagem: Canva Pro)

Todo mundo gosta de festa junina, não é? Independente de suas origens religiosas, as festas juninas estão totalmente arraigadas em nossa cultura, acontecendo de Norte a Sul do país, sempre com muita alegria, música, dança e comidas deliciosas. Um dos momentos mais esperados numa festa junina, inclusive, é o Casamento Caipira. Será que eles se casam de verdade? Os noivos deste Casamento Caipira usam alianças? Aliás, porque acontece o Casamento Caipira nas festas juninas? Pois é, são muitas as perguntas que todos fazem a cada ano, mas pouca gente saberia responder. A Ouro & Terra vai lhes tirar essas dúvidas agora!

 

Festa Junina e o Santo Casamenteiro

Reza a lenda que se deixar a imagem de Santo Antônio virada de cabeça para baixo em um copo de água, isso trará sorte para arrumar um noivo

Antes de falarmos sobre o Casamento Caipira, precisamos contar sobre as origens das festas juninas. Suas raízes remontam da mistura de elementos das tradições pagãs romano-germânicas e cristãs. No Brasil, desde meados do século XVII, no mês de junho, comemoram-se as chamadas “Festas Juninas”, que possuem esse nome por estarem associadas ao referido mês. Além dos trajes específicos, comidas e bebidas, fogueiras, fogos de artifício e outros artefatos feitos com pólvora (como bombinhas), há também a associação com os seguintes santos católicos: São João, São Pedro e Santo Antônio – este último, conhecido como o “Santo Casamenteiro”.

 

Essa “fama” de Santo Antônio, segundo dados históricos, veio de pedidos feitos por moças ao santo em busca de noivo e marido. Uma das formas de conseguir isso é colocar a imagem de Santo Antônio de castigo de alguma forma. Como por exemplo, mergulhá-lo de cabeça para baixo em uma bacia com água e só tirá-lo dali até que se consiga um pretendente. Na época de festas juninas, Santo Antônio é, portanto, muito “requisitado”, seja para arrumar um pretendente, seja para a diversão numa festa junina.

 

Sátira aos casamentos tradicionais

(crédito da imagem: Canva Pro)

Dito isso, o famoso casamento caipira surgiu como forma de chacota aos casamentos clássicos, já que foge dos “padrões tradicionais”. A tradição de realizar esse casamento caipira nas festas juninas está relacionada às festas de São João europeias, que celebram os casamentos e as aspirações matrimoniais. Porém, os casamentos na roça são sátiras aos casamentos tradicionais, pois eles devem ser engraçados e bem encenados. Por isso, os atores escolhidos para serem o noivo, a noiva, os pais do noivo e da noiva e o padre devem ser desinibidos. Além de terem uma boa interpretação, eles têm que falar com o sotaque caipira bem carregado.

 

O casamento caipira segue um roteiro mais ou menos assim: a noiva aparece grávida e o pai obriga o noivo a se casar com uma espingarda apontada para a sua cabeça, tendo o apoio do delegado da cidade, que é amigo da família da noiva. O teatro do casamento é ainda maior, já que o noivo, que está embriagado, tenta fugir sem sucesso. O casamento caipira é finalizado com os noivos, então casados, puxando o início da quadrilha.

Diversão não vai faltar num casamento caipira! (crédito da imagem: Canva Pro)

 

Os noivos devem estar vestidos a caráter. A noiva, com um vestido branco enfeitado com fitas, rendas, flores e retalhos coloridos enquanto o noivo deve estar com um terno cheio de retalhos colados, com flores grandes e coloridas na lapela e com um grande chapéu. Essa é a festa na roça, esse é o casamento caipira festa junina.

 

Passo me casar de verdade numa festa junina?

A ideia de um casamento de verdade com tema de festa junina pode ser algo incrível, já pensou? (crédito da imagem: Canva Pro)

Como já foi dito, o mês de junho é o mês de Santo Antônio, o santo casamenteiro, e também de São João e São Pedro. O tema do casamento quem decide são os noivos e poder se casar com uma cerimônia temática de festa junina certamente promoverá uma dose extra de alegria, descontração e amor! Portanto, se o casal adora festa junina, porque não agendar sua cerimônia para esta época e com este tema?

Se o casal optar por realizar seu casamento com temática de festa junina, não pode faltar a fogueira.

O ideal é escolher um local aberto, bem arborizado e com espaço suficiente para a fogueira, as danças e a cerimônia propriamente dita. Como num casamento caipira “de mentirinha” todos os “personagens” (noivos, pai da noiva, padre, etc.) já aparecem, você apenas trocará a cerimônia “de mentirinha” por uma de verdade! E qual convidado não ficará feliz num casamento com dança de quadrilha e quitutes típicos como pé de moleque, arroz doce, quentão, milho verde, pamonha e muito mais? Inclua a cerimônia religiosa com um padre “de verdade”, mais a decoração típica com bandeirolas e o traje de festa junina para os convidados e pronto, vocês e seus convidados viverão uma experiência única!

 

Por fim, damos uma outra dica: que tal entregar as alianças para a sua noiva no meio da brincadeira que é o casamento caipira? Chame familiares e amigos para a festa junina e avise que vai acontecer uma “surpresa”… Já pensou?

Que tal usar do casamento caipira numa festa junina para pedir sua amada em casamento? (par de alianças Cancún da Ouro & Terra)

One thought on “O Casamento Caipira nas festas juninas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *